Justiça concede liminar que põe fim a greve de professores em Queluz

A Justiça do Trabalho concedeu nesta quarta-feira (12) uma liminar favorável à Prefeitura de Queluz para por fim a greve de professores municipais.
Os educadores iniciaram a paralisação na segunda-feira (10). Eles alegam que a prefeitura não cumpriu o aumento de 13% que havia prometido. Atualmente, o piso é de R$ 1.600. Com a equiparação nacional, o salário subiria para R$ 1.917,78. O governo municipal alegou não ter condições financeiras para conceder tal reajuste.
Durante a paralisação de três dias, cerca de 1.500 alunos da rede municipal ficaram sem aulas. Segundo o Sindicato, cerca de 150 professores haviam aderido à greve.
Caso a liminar seja descumprida, a multa para o Sindicato será de R$ 13 mil por trabalhador parado.
Fonte:g1/vale

Comentários