Escola da Família abre inscrições para mais de 3,7 mil bolsas universitárias


Universitários de diferentes áreas poderão se inscrever a partir desta segunda-feira (6) para a primeira chamada de 2017 das bolsas do programa Escola da Família. O governador Geraldo Alckmin deu a notícia da abertura das inscrições do Bolsa Universidade na escola estadual Ítalo Betarello, na zona norte da capital, neste sábado (4). “São 3.771 vagas para universitários em qualquer ano do curso”, afirmou.
O cadastro deve ser feito entre 6 e 15 de março no site da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação). De acordo com as regras, a Secretaria da Educação custeia 50% do valor da mensalidade do curso até o limite de R$ 500. O restante é assumido pelas instituições de ensino superior parceiras.
Em contrapartida, os selecionados devem atuar aos fins de semana (sábado ou domingo) em uma das 2,3 mil unidades da Escola da Família em ações para crianças, adolescentes, adultos e idosos e também auxiliar o trabalho dos voluntários nas oficinas. Todos são supervisionados pelos professores e coordenadores das unidades.
“Para aqueles que forem selecionados nós vamos pagar metade do curso e a faculdade abre mão da outra metade. O aluno não paga nada. Ele faz a faculdade de forma gratuita e contribui com a sociedade sendo educador universitário. No sábado ou domingo ele vem à escola e ajuda na área de cultura, esporte e muitas outras atividades”, destacou Alckmin.
O governador também lembrou do importante trabalho dos voluntários dentro do programa Escola da Família. “Nós temos 11 mil voluntários, são pais de alunos e professores que vêm aos finais de semana para dar aula de xadrez, vôlei, basquete, enfim, participar da Escola da Família.”
Inscrição
Para concorrer a uma das vagas do Bolsa Universidade, o candidato deve estar regularmente matriculado em um curso de graduação em universidade particular conveniada à Secretaria da Educação; não ser beneficiário de outra bolsa de estudos ou financiamento; e ter disponibilidade para cumprir a carga de 8 horas.
Além da inscrição on-line, é preciso apresentar na Diretoria de Ensino os documentos exigidos no regulamento. Os alunos classificados serão encaminhados a uma escola estadual de acordo com a pontuação, a quantidade de vagas disponíveis no curso de graduação e o número de vagas por regional. A lista de espera tem validade de 12 meses.
Fonte:sp.gov.br

Comentários