IPTU terá aumento de até 120% em Cruzeiro

Através de coletiva de imprensa, realizada no paço municipal, o Prefeito Thales Gabriel (SD) anunciou o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para cerca de 11 mil residências na cidade de Cruzeiro e também para o prédios comerciais.
Na reunião, o representante do executivo ratificou que o aumento da alíquota para os imóveis é permitido e sob a legislação específica do código tributário municipal e que a Prefeitura Municipal irá sim arrecadar em grande parte, mas outros casos, os imóveis até 70m², terão diminuição no valor do IPTU.
Segundo informações oficiais, há mais de 20 anos que as gestões passadas têm apresentado projeto para a diminuição da alíquota do IPTU, o que gradativamente vem piorando a condição do município no contexto de arrecadação. No ano de 2016 não foi realizado nenhum projeto de aumento ou diminuição.
Outra questão é que o valor venal do imóvel não foi modificado, portanto, continua o mesmo para todos.
Também anunciou que a emissão dos boletos da tarifa atrasou devido ao aumento e que o primeiro pagamento será para o dia 28 de abril. Caso o pagamento seja efetuado em parcela única, o morador terá 10% de desconto. Nos próximos nove meses o pagamento será realizado todo dia 20.
Como fica a partir de agora o IPTU em Cruzeiro:
7 a 8 mil residências:

Os imóveis populares de 1m² até 70m² terão redução de alíquota: de 0,8 para até 0,5.
Exemplo: Se você paga R$ 100,00, agora poderá pagar até R$ 70,00 – 30% de desconto máximo. O valor depende do tamanho do imóvel nessa regra.
3 a 4 mil residências:

Os imóveis terão apenas manutenção de alíquota: permanecerá em de 0,8.
Exemplo: Se você paga R$ 100,00, continua o mesmo preço
11 a 12 mil residências:

Os imóveis acima de 70m² terão aumento de alíquota: de 0,8 para até 2,0.
Exemplo: Se você paga R$ 100,00, poderá pagar até R$ 220,00 – 120% de aumento máximo. O valor depende do tamanho do imóvel nessa regra.
3 a 4 mil imóveis comercias:

Os imóveis terão aumento de alíquota: de 2,0 para até 3,5.
Exemplo: Se você paga R$ 1000,00, poderá pagar até R$ 2,500,00 – 150% o aumento máximo. O valor depende do tamanho do imóvel nessa regra.
Segundo a assessoria de imprensa  da Prefeitura, a cobrança e o aumento será de acordo com cada imóvel, o que a legislação vigente permite. Isto é, os imóveis de 100m² pagarão um preço diferente dos de 150m².

Comentários