Pular para o conteúdo principal

Mulher na política: estratégia para desenvolvimento

* Pollyana Gama

No mês de março foram muitas as mensagens, solenidades, homenagens às
mulheres. Já estamos em abril e, propositalmente, escrevo a respeito para que o "empoderamento da mulher" tão mencionado não fique restrito a uma data.

Mais do que discursos eloquentes e gentis, nós mulheres queremos atitudes que traduzam respeito e compreensão da necessidade de combatermos a desigualdade e a indiferença ainda latente diante dos desafios impostos pelo preconceito, desinformação e violência das mais variadas formas.

Tratemos aqui sobre a desigualdade entre homens e mulheres na política que constituem um dos entraves ao desenvolvimento nesse período difícil de nossa história.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento aponta que "sem o investimento em políticas a favor das mulheres não se pode assegurar o desenvolvimento econômico e social de um país". O ingresso da mulher
no mercado de trabalho e seu acesso à formação têm contribuído para diminuir a desigualdade, a pobreza e até mesmo a mortalidade infantil em nosso país. Nesse sentido, presume-se que uma maior participação efetiva das mulheres no Legislativo e no Executivo poderá conferir melhores resultados nos serviços públicos prestados à população.

Nossa insistência sobre o tema se dá em face das justificativas
expostas como também pela persistência da representatividade mínima das mulheres observada a cada eleição. Os números brasileiros são inferiores aos dos países do Oriente Médio, América do Sul, com uma taxa de participação feminina de 16%.

Mesmo com legislação que determina composição das chapas para disputa eleitoral atendendo a "cota de 30% para um dos gêneros", o resultado brasileiro se mostra insuficiente: na Câmara Federal, por exemplo, nós mulheres correspondemos a cerca de 10% das 513 cadeiras. Isso sem falar nas "candidaturas laranjas".

Como mudar essa realidade?

A reforma política constitui um dos caminhos. Atualmente, o projeto é discutido e há estudos para composição de dispositivos que façam acontecer maior representatividade às mulheres nas casas legislativas de todo o país. Um deles, por exemplo, tem por base o modelo português que no sistema de lista, estabelece a cada dois homens indicados, a
indicação de uma mulher, o que permitiu nos últimos anos um salto substancial de representatividade feminina naquele país. A decisão, no entanto, será pelo voto.

A provável votação no Congresso Nacional mostrará até que ponto os "discursos eloquentes e gentis" – que mencionei no início desse artigo – se converterão em votos suficientes para aprovação de dispositivos que garantam às mulheres maior representatividade. Visto que os homens
são maioria, na prática, o resultado refletirá compromisso ou não com a causa das mulheres, mas também com o desenvolvimento brasileiro.
Eleger mais mulheres é estratégico para superação dos desafios impostos e conquistas de avanços significativos.

Que os votos sejam coerentes e façam acontecer uma nova realidade.

Até lá, ao trabalho! Sempre.
* Pollyana Gama é deputada federal pelo PPS/SP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeitura de Cruzeiro abrirá inscrições para processo seletivo

A PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO, Estado de São Paulo, com fulcro no disposto no artigo 37, inciso IX, da Constituição Federal e na legislação municipal pertinente, torna público a todos os interessados que se encontram abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado de Provas e Títulos destinado a seleção de pessoal para o preenchimento das vagas existentes, daquelas que surgirem durante o seu prazo de validade e formação de cadastro de reserva, para contratação por tempo determinado, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), para o desempenho temporário das funções de Agente Social, Assistente Social, Auxiliar de Cuidador Social, Cuidador Social, Escriturário, Psicólogo e Servente.

A inscrição implicará a completa ciência e tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, sobre as quais não se poderá alegar desconhecimento, não cabendo recurso sobre eventuais erros cometidos pelo candidato no ato da inscrição. O candidato deverá certifi…

Melhor árbitro do Brasileiro garante: sua mãe é elogiada e fica orgulhosa

Foto: Reprodução/Sportv
Enquanto as mães dos árbitros sofrem com as reclamações dos torcedores contra seus filhos, o paulista Paulo Cesar de Oliveira garante que sua mãe é elogiada e fica orgulhosa com o trabalho do filho. Eleito o melhor do Brasileiro, Paulo César ainda lembrou que seu irmão, Luiz Flavio de Oliveira, também tem a mesma função e atua na Série A. - É a segunda vez que eu sou premiado, estive em outras votações também, já fui prata e bronze. Graças a Deus, nessa temporada, eu fiquei com o troféu. Minha mãe, dona Teresa, se sente muito orgulhosa de ter dois filhos e uma neta atuando na arbitragem, em alto nível. Então ela é agraciada três vezes e sempre muito elogiada - afirmou o árbitro, no "Bem, Amigos!". Paulo Cesar ainda elogiou o trabalho da Comissão de Arbitragem da CBF e afirmou que hoje existem menos reclamações no Campeonato Brasileiro. - Eu gostaria de compartilhar essa premiação com todos os oficiais de arbitragem que estão envolvidos nessa competição, à…

Prefeitura de Cruzeiro restabelece atendimento nas UBSs, ESFs e Laboratório Municipal

A Prefeitura de Cruzeiro, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), restabeleceu nesta quinta-feira, 9, o atendimento médico em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Equipes de Saúde da Família (ESFs), Laboratório Municipal e outros serviços de atenção básica à saúde. O Governo Municipal decidiu promover contratações para recompor o atendimento nas UBSs e ESFs, das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira. Foram contratados 15 enfermeiros e alguns médicos, além de especialistas em endocrinologia, cardiologia, neurologia, psiquiatria, dermatologia e otorrinolaringologia. As equipes atenderão também a zona rural da cidade.
A Secretária de Saúde, Ana Inês Chaves, disse que a Administração Municipal busca melhorar a assistência médica no município e cumprir todos os programas do Governo Federal, para os quais o município está habilitado. “Foi necessária esta contratação, já que os funcionários efetivos cumprem uma jornada de trabalho de seis horas por dia, não sendo o suficiente para ma…