Cruzeiro reduz casos de dengue e reforça campanha de conscientização

Cruzeiro é uma das poucas cidades do Estado de São Paulo que obteve queda significativa na redução de casos de dengue em 2017.
As operações e campanhas realizadas pela Vigilância Epidemiológica, por meio do Centro de Zoonoses, contribuíram para o resultado de três casos de dengue registrados nesse ano.
Os casos de dengue confirmados, após exames, são de pessoas que viajaram no início do ano para regiões que enfrentavam epidemias.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, para continuar mantendo o controle da dengue na cidade é preciso prosseguir no combate ao mosquito Aedes Aegypti, diariamente.
A secretária de Saúde, Ana Inês Chaves, disse que os agentes realizam várias operações com frequência e visitam diversas residências, todo dia, orientando a população a prevenir-se do mosquito transmissor da dengue.
O município, porém, registrou vários casos nos últimos anos e, em 2013, Cruzeiro sofreu com uma epidemia da doença.
Levantamento realizado pela Vigilância Epidemiológica, no ano passado, aponta que a cidade registrou 73 casos. Em 2015, foram 89 ocorrências. Em 2014, a cidade teve 42 casos e em 2013, foram mais de 6.500 ocorrências, confirmando uma epidemia da doença. Em 2012, Cruzeiro registrou 1.131 casos. Em 2017, são 3 até o momento.

Combater a dengue e outras doenças relacionadas ao Aedes Aegypti está entre as prioridades do prefeito Thales Gabriel, que acompanha o desenvolvimento das ações de orientação e eliminação de focos do mosquito transmissor.

Departamento de Comunicação/Prefeitura

Comentários