Novo shopping cria expectativa de geração de empregos em Cruzeiro

Prédio na Rua Dois, no Centro de Cruzeiro, que receberá shopping com grandes redes já definidas; expectativa de geração de empregos (Foto: Andreah Martins)


Um investimento privado de grande porte é alvo dos olhos de quem passa pela rua Engenheiro Antônio Penido, a Rua Dois, em Cruzeiro. Com 17 mil m², o terreno onde funcionou a empresa Café Solúvel vai se tornar um centro comercial, com lojas de grandes redes, cinema e supermercado. A obra já atingiu uma média de R$ 14 milhões com a construção e compra do local.
A expectativa é para a geração de empregos no município, que tenta melhorar os saldos negativos.
Um dos envolvidos com o projeto, José Antônio Marcondes, contou que a empresa Marcondes Cesar Construtora entrou em contato com interesse em realizar o projeto e explicou como será a distribuição da arquitetura. “Eles organizam as lojas e implantam o shopping. Ela já contatou com algumas redes, como Magazine Luiza e Mc Donald’s, que são lojas âncoras do shopping, para fazer instalação”, destacou Marcondes. Segundo ele, um galpão ao fundo será um supermercado e o shopping tem espaço para setenta lojas, sendo quatro grandes, quatro cinemas e 16 restaurantes.
O empresário comentou a importância da obra para a geração de empregos na cidade, destacando que a empresa ainda não entrou em fase de consulta no comércio da cidade e ainda que haverá uma adaptação do valor do local, para instalações de equipamentos, como escadas rolantes. “O custo da adaptação da obra dependerá do interesse das lojas. A prefeitura tem nos apoiado, por meio do secretário de Desenvolvimento Econômico. Fizemos reuniões e ele tem criado possibilidades para o pessoal se implantar, facilitando a documentação”.
A Prefeitura informou que não tem envolvimento com o projeto. O prazo para a conclusão da obra ainda não tem data definida, mas estima-se que, se o processo terminar até final de agosto, após seis meses o shopping entrará em funcionamento.
Desenvolvimento Econômico – De acordo com os últimos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), Cruzeiro ainda possui saldos negativos quanto à geração de empregos. Desde o início do ano, somente no comércio foram mais de quinhentos demitidos, enquanto admitidos foram apenas 347, o que resulta em um índice -5,1%.
Em compensação, Cruzeiro tem apenas três saldos negativos das oito áreas registradas pelo cadastro, diferente dos índices do final do ano passado. Enquanto 2016 fechou com -5,62%, até os últimos cinco meses computados, o número chega a -0,6.

Reportagem Andreah Martins/Jornal Atos

Comentários