Pular para o conteúdo principal

CCR NovaDutra inicia itinerância do Espetáculo ‘Cadê o amor que estava aqui?’, para alunos da rede municipal de Queluz e Lavrinhas, no Vale do Paraíba


Alunos de escolas públicas de Queluz e Lavrinhas, no Vale do Paraíba recebem a apresentação da itinerância de 2018 do espetáculo infantil ‘Cadê o amor que estava aqui?’. A peça teatral integra as atividades complementares do Programa Caminhos para a Cidadania realizado pelo Instituto CCR, por meio da CCR NovaDutra para alunos dos 4º e 5º anos das escolas municipais. O espetáculo percorrerá até o mês de novembro, as 36 cidades às margens via Dutra.
‘Cadê o amor que estava aqui?’ conta as experiências de um dedicado professor deficiente visual, que luta por um mundo melhor formando cidadãos conscientes, e que, ao promover uma atividade em sala de aula, pede a cada aluno que traga uma nova ideia para construir um país mais justo e unido. Surpreende-se ao notar que sobra criatividade, mas falta solidariedade, e propõe uma campanha entre os alunos.
O espetáculo lúdico busca desenvolver a cidadania dos espectadores, abordando temas como a preservação da natureza, inclusão social e diversidade. A peça ressalta a importância do trabalho em grupo e como pequenas atitudes podem ajudar a mudar o planeta.
Serviço
Espetáculo ‘Cadê o amor que estava aqui?’

Dia: 09/5 (quarta-feira)
Cidade: Queluz
Local: Clube do Trabalhador - Rua Prudente de Moraes, s/nº - Centro (ao lado da Prefeitura)
Horários: 9h, 10h30 e 15h
Turmas fechadas para os alunos

Dia: 10/5 (quinta-feira)
Cidade: Lavrinhas
Local: Clube Municipal de Lavrinhas 
Horários: 9h e 14h
Turmas fechadas para os alunos

O Programa Caminhos para a Cidadania, do Instituto CCR, realizado pela CCR NovaDutra desde 2005 para alunos do ensino fundamental das 36 cidades às margens da via Dutra, voltou reformulado para o ano de 2018. Voltado à mobilidade, cidadania e preservação da vida, este ano o programa trabalha a segurança no trânsito com os alunos de 4º e 5º anos do ensino fundamental das redes públicas de ensino. Até 2017, o programa levava Educação de Trânsito para a 4º série e Educação Ambiental para o 5º ano.

Fonte: Comunicação Social/CCRNovaDutra

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mulher é morta com golpe profundo na cabeça

Policiais Militares foram acionados para a rua Mario Pinto,Vila Batista parte alta, em Cruzeiro para atender uma ocorrência na madrugada desta quinta-feira(26).Pelo local foi encontrada sem vida Tamires Flaviana dos Santos,30 anos.Ela tinha um corte profundo na cabeça. A pericia foi acionada para os procedimentos e o corpo encaminhado para o IML de Cruzeiro. A Policia Civil vai investigar o caso e ainda de acordo com o registro a mulher tinha passagem criminal e era usuária de drogas.

Jovem é alvo de tentativa de homicídio próximo a rodoviária em Cruzeiro

Um jovem de 24 anos foi atingindo com tiro no braço esquerdo na noite de domingo (23) na avenida Rotary Clube,próximo a rodoviária.De acordo com testemunhas dois indivíduos em uma moto efetuaram vários disparos em direção a vítima e após o fato fugiram tomando rumo ignorado.O jovem passou por atendimento na Santa Casa.
A Policia Civil vai investigar o caso.

8 de Março: Dia Internacional da Mulher

Parabéns para você mulher que a cada dia muda a realidade em todos os cantos do mundo. Seja através de um sorriso, através de um olhar, através de filho, não importa a ação, qualquer coisa que você faça mudará constantemente o mundo ao redor de todos e deixar mais puro e simples para felicidade. Saiba um pouco mais do Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março. As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento. Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de apr…

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

Visitas