Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Cruzeiro é citado em delação da JBS

Planilhas da delação premiada do grupo JBS trazem os nomes de pelo menos nove políticos da região, incluindo dois deputados e dois vereadores.
A lista foi entregue pelo diretor de relações institucionais do grupo, Ricardo Saud, à força-tarefa da operação Lava Jato.
Todas as doações citadas nas planilhas aconteceram em 2014, ano de eleições para deputado estadual, deputado federal, senador, governador e presidente.
As delações do grupo JBS foram homologadas na quinta-feira (18) pelo ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal). A medida dá validade jurídica ao acordo e permite, a partir de agora, que a Procuradoria Geral da República peça novas investigações com base nos relatos.
Nomes
Um dos nomes citados é o do deputado estadual Padre Afonso Lobato (PV), que cumpre o quarto mandato na Assembleia Legislativa. Ele recebeu R$ 36.000 do grupo JBS.
O deputado federal Flavinho (PSB), estreante na política, também aparece nas tabelas, associado a um repasse de R$ 2.099.
O maior repasse contabilizado nas planilhas foi para o vereador Valdir Alvarenga (SD), de São José dos Campos. Em 2014, ele foi candidato a deputado estadual e recebeu R$ 187.703 do grupo, segundo as anotações do delator Ricardo Saud. Valdir obteve 18.574 votos, votação insuficiente para se eleger.
O grupo ainda repassou R$ 15.000 para a vereadora Graça (PSD), mulher do vice-prefeito de Taubaté, Edson Oliveira (PSD). Ela também foi candidata a deputada federal na última eleição, mas, a exemplo de Valdir Alvarenga, não foi eleita.
Políticos sem mandato
Os outros cinco nomes citados nas planilhas da JBS são de políticos sem mandato.
Um deles é o ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, Isaac do Carmo. Ele foi candidato a deputado estadual pelo PT em 2014 e recebeu R$ 58.000 do grupo.
Andreia Gonçalves (SD), candidata a deputada federal também por Taubaté, aparece nas tabelas da JBS com um repasse de R$ 104.138.
O ex-vereador de Cruzeiro Josias Diniz (SD), que concorreu à Assembleia Legislativa em 2014,recebeu R$ 69.064.
Completam a lista a professora Ana Lídia Aguiar, candidata a deputada federal pelo PT de São José, com R$ 15.000, e o ex-deputado federal Marcelo Ortiz (PPL), com R$ 2.060.
Todos os repasses envolvendo os nove políticos foram feitos por meio de doações oficiais, declaradas pelos candidatos à Justiça Eleitoral.

Fonte: Portal Meon

Comentários