Seta Atacadista de Cruzeiro fecha suas portas e manda funcionários procurarem seus direitos

Na segunda-feira (15) os últimos 30 funcionários do Seta Atacadista tinha em Cruzeiro, foram demitidos pela empresa.
A direção da empresa, alegava que a unidade de Cruzeiro, não fecharia suas portas, e que a suposta falência não estava acontecendo.
No dia 26/05 os primeiros funcionários demitidos e os demais que foram dispensado na segunda teram sua primeira audiência na Justiça do Trabalho.
“Eles disseram que não poderiam fazer nada, que era para nós procuraramos nossos direitos na justiça, e quem sabe lá iriamos receber, já que a empresa declarou falência”, diz um dos funcionários.
O atacadista de Cruzeiro, já estava praticamente em estado de falência, pois nem produtos para suprir o estoque tinha para ser colocado nas partilheiras.
O sindicato responsável pelos diretos dos funcionários está lutando com setor juridico para que os funcionários recebam o que é de direito.
Até o momento a rede Seta Atacadista não emitiu nota, esclarecendo os motivos do fechamento da loja.

Comentários