Pular para o conteúdo principal

Golpe de advocacia deixa dívida de R$ 9 milhões em Silveiras


Um levantamento da Prefeitura de Silveiras apontou que a antiga gestão municipal, comandada pelo casal de ex-prefeitos Edson Mota (PR) e Valdirene Quintanilha (PTB), contratou de forma irregular o escritório de advocacia Castelucci, acusado de aplicar golpes em mais de trinta cidades do Estado. O esquema fraudulento do escritório rendeu ao Município uma dívida de R$ 9 milhões.
De acordo com o prefeito Guilherme Carvalho (PSDB), o levantamento demonstrou que a soma de todas as dívidas deixadas pelo governo anterior totalizam uma pendência de quase R$12 milhões aos cofres do município, que tem um orçamento de R$ 22 milhões.
Grande parte da “herança maldita” é com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O chefe do Executivo explicou que o problema ocorreu após Edson Mota contratar, sem processo licitatório, o escritório de advocacia Castelucci.
Propriedade de Alécio Castellucci Figueiredo, o escritório é acusado pelo Ministério Público de dar golpes em 32 prefeituras paulistas. De acordo com a investigação, iniciada em maio, a Castelucci prometia descontos no recolhimento de uma contribuição do INSS.
O promotor Marcelo Mendroni explicou o funcionamento do esquema aplicado pelo escritório, da seguinte forma: Toda prefeitura paga para o INSS de 1% a 3% do valor dos salários de cada servidor, para que o Governo Federal cubra o pagamento de salários caso o empregado venha a sofrer um acidente de trabalho. Castellucci elaborava planilhas em que a prefeitura recolhia sempre pelo menor valor, de 1%. Diante a suposta economia, o escritório recebia em torno de 20% dos valores que cada prefeitura compensava e deixava de recolher.
O Ministério Público acredita que o escritório tenha conseguido arrecadar com o golpe mais de R$ 70 milhões em honorários advocatícios de 161 cidades.
O Jornal Atos não conseguiu localizar Alécio Castellucci para comentar sobre o caso.
Mais dívidas – Fora a pendência deixada pelo golpe da Castelucci, o levantamento apontou que o Município tem uma pendência de R$1,1 milhão em precatórios e mais R$ 1,8 milhão em problemas no pagamento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).
“Da dívida dos precatórios, cerca de R$780 mil serão pagos para mais de trinta professores, que foram demitidos pelo ex-prefeito em 2001. Para evitar que a cidade perca a certidão negativa de débitos, item obrigatório para receber convênios estaduais e federais, estamos pagando mensalmente R$ 200 mil de parcelamento de todas a dívidas que herdamos”, explicou Carvalho.
Procurados pela reportagem do Jornal Atos, o prefeito de Cachoeira Paulista, Edson Mota, que ocupou a Prefeitura de Silveiras no último mandato, respondeu por meio de sua assessoria jurídica que não há o que comentar sobre o assunto no momento.

Fonte:Jornal Atos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeitura de Cruzeiro abrirá inscrições para processo seletivo

A PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO, Estado de São Paulo, com fulcro no disposto no artigo 37, inciso IX, da Constituição Federal e na legislação municipal pertinente, torna público a todos os interessados que se encontram abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado de Provas e Títulos destinado a seleção de pessoal para o preenchimento das vagas existentes, daquelas que surgirem durante o seu prazo de validade e formação de cadastro de reserva, para contratação por tempo determinado, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), para o desempenho temporário das funções de Agente Social, Assistente Social, Auxiliar de Cuidador Social, Cuidador Social, Escriturário, Psicólogo e Servente.

A inscrição implicará a completa ciência e tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, sobre as quais não se poderá alegar desconhecimento, não cabendo recurso sobre eventuais erros cometidos pelo candidato no ato da inscrição. O candidato deverá certifi…

Melhor árbitro do Brasileiro garante: sua mãe é elogiada e fica orgulhosa

Foto: Reprodução/Sportv
Enquanto as mães dos árbitros sofrem com as reclamações dos torcedores contra seus filhos, o paulista Paulo Cesar de Oliveira garante que sua mãe é elogiada e fica orgulhosa com o trabalho do filho. Eleito o melhor do Brasileiro, Paulo César ainda lembrou que seu irmão, Luiz Flavio de Oliveira, também tem a mesma função e atua na Série A. - É a segunda vez que eu sou premiado, estive em outras votações também, já fui prata e bronze. Graças a Deus, nessa temporada, eu fiquei com o troféu. Minha mãe, dona Teresa, se sente muito orgulhosa de ter dois filhos e uma neta atuando na arbitragem, em alto nível. Então ela é agraciada três vezes e sempre muito elogiada - afirmou o árbitro, no "Bem, Amigos!". Paulo Cesar ainda elogiou o trabalho da Comissão de Arbitragem da CBF e afirmou que hoje existem menos reclamações no Campeonato Brasileiro. - Eu gostaria de compartilhar essa premiação com todos os oficiais de arbitragem que estão envolvidos nessa competição, à…

Prefeitura de Cruzeiro restabelece atendimento nas UBSs, ESFs e Laboratório Municipal

A Prefeitura de Cruzeiro, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), restabeleceu nesta quinta-feira, 9, o atendimento médico em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Equipes de Saúde da Família (ESFs), Laboratório Municipal e outros serviços de atenção básica à saúde. O Governo Municipal decidiu promover contratações para recompor o atendimento nas UBSs e ESFs, das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira. Foram contratados 15 enfermeiros e alguns médicos, além de especialistas em endocrinologia, cardiologia, neurologia, psiquiatria, dermatologia e otorrinolaringologia. As equipes atenderão também a zona rural da cidade.
A Secretária de Saúde, Ana Inês Chaves, disse que a Administração Municipal busca melhorar a assistência médica no município e cumprir todos os programas do Governo Federal, para os quais o município está habilitado. “Foi necessária esta contratação, já que os funcionários efetivos cumprem uma jornada de trabalho de seis horas por dia, não sendo o suficiente para ma…